sábado, 15 de maio de 2010

Mais uma tentativa...

Vou postar um pensamento que tive.
Acho que explica bem o que eu sinto em relação a vida...as sensações da peça que nunca se encaixa no quebra-cabeça. Não sei se é muito pessimista ou otimista demais, isso sempre depende de quem vê. E também, as vezes, não sei o que pensar....

Eis o pensamento:

"Algumas pessoas nascem para o mundo, outras para sonhar um novo"

A explicação que eu tenho para ele é simples, e creio que não seja mistério. Tantos blog que li, tantas pessoas com as quais tive contato pela internet e em algum momento algumas delas revelam-se parecidas comigo.

Como um quebra-cabeça, peças e peças montando um mundo interessante e mudando-o com suas formas e cores para compor a beleza. Mas tal como peças manejadas por crianças, algumas se perdem, e em algum momento as que ainda não tem seu lugar são espremidas num local que não lhe cabem, por mais de uma tentativa, por mais de uma dor, por mais de alguns sorrisos felizes. Mas não é o seu lugar e em algum momento tem que voltar a cabeceira da mesa e perder a atenção e as cores que começavam a fazer parte de sua existência. Alguns ficam pretas e brancas e se acomodam, desistem de compor o mundo, outras tentam e tentam deixando suas arestas coloridas e doloridas, e outras ainda tentam, mesmo que tudo peça o contrário, se rearrumar numa escala de cores menos claras. Mas, ainda que tenham perdido a atenção do mundo, os dois quebra-cabeças estão ligados, dependentes um do outro. Um doando os sonhos e o próprio brilho, enquanto o outro fornece a inspiração na criação das cores.

4 comentários:

Nell disse...

Não tenho certeza se consegui associar tudo direitinho .. x)

Acho que peças não devam se maltratar apenas para compor uma beleza doída, nem que seja digno se deixar descolorir .
Deve haver alguma criança que veja graça em colecionar pecinhas que não se ajustem ..

André disse...

Eu acredito concisamente em destino. Eu acho que todos tem uma trajetória a percorrer. Os problemas e os benefícios são frutos do nosso livre arbítrio. Tudo depende do rumo que damos pras nossas vidas. O quebra-cabeças quem faz é gente. Não somos marionetes, não existem alguém nos manipulando ou contralando nossas vidas. O vazio é a insatisfação que sentimos por algo que deixamos de fazer ou por vontade de mudar a linha de nossas vidas. Tudo é muito relativo. De qualquer forma, parabéns pelo texto.

Tudo e Nada disse...

A vida é mesmo um quebra-cabeça, mas quem disse que não pode ser montado? Depende de quem está montando e como essa pessoa monta. Por isso as peças estão aí, é só fazer delas o que tem que ser feito!

Ótimo texto e pensamento!!

Giselle Previatto' disse...

Cada pessoa tem racionalidade o suficiente para escolher os caminhos que pretende seguir. Creio que assim também pode ser empregado a comparação do quebra cabeça' Basta você analisar com olhos atentos e buscar encontrar onde realmente a peça correta se encaixa, para que assim a real imagem se forme (ý' As vezes não é muito fácil, mas com certeza, ser otimista e persistente vai te levar para conclusão do que você tanto quer. Cada pessoa é capaz se sonhar o mundo que deseja pra si, e por em prática e objetivar cada etapa de sua vida *-*'
Vi seu blog e me intriguei com a postagem do quebra cabeça em tal comparação'
Estou seguindo aqui :)' Obrigada e Parabéns pelo blog :)