quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Um pequeno caminho



Me soltem, me deixem
O mundo me assusta
Me largue, sou diferente
Não fico assim pelas ruas

Meu modo é vagaroso
Me atrapalho em pedregulhos
Faço um trajeto tortuoso
Mas é o meu caminho

Então me largue
Me deixe assim quietinho
Corra para sua estrada
Eu ficarei,
Crescerei aos pouquinhos.

9 comentários:

Suziley disse...

Um bom dia para você Jeff, bela poesia!! :)

Misturação - Ana Karla disse...

Jeff, esse poema mostra que cada um tem seu tempo, não é mesmo?

Bom dia!

Xeros

Kauana da Costa Rosa disse...

adorei o post... mostra q cada um tem seu tempo, que não adianta apressar as coisas...
beijos

Teresa Cristina disse...

Oi Jeff, crescer dói, é difícil, causa insegurança e aqueles que já "cresceram" querem nos dar o seu ritmo. Mas crescer também é contemplar a beleza de se ter cada idade e cada etapa da vida. Adoro seus poemas. Um grande beijo!

Aline Moschen disse...

Admiro quem tem o dom de escrever poesias *-*
e quanto a temer o mundo... normal. crie sua bolha de proteção, seu mundinho da lua, como um refugio... não faz mal. É sempre bom contar com um abrigo. Aos pouquinhos voce vai sentindo-se mais seguro para caminhar por este mundo.

Moreen נéѕѕι¢α disse...

Gosteei demaiis d post tbm qeridãoo..
Qe boom qe vc gostou d meu laa tbm "nao tente me impedir"
Voltaa la tbm, atualizeii !!!

Beijinhoooos :*

Shuzy disse...

Aos pouquinhos é a melhor forma de crescer!

Teresa Cristina disse...

Oi Jeff. Que legal, daqui uns tempos vai ser meu colega de profissão. O grupo terapêutico é desenvolvido na comunidade, e tem como facilitadoras eu e uma assistente social. Estou pautada nos princípios da Psicologia da Saúde comunitária. É bem gostoso de fazer o grupo e gratificante. Infelizmente em nossa formação não aprendemos muito sobre isso, apenas noções mto básicas, mas é fazendo que se aprende. Beijos

S. disse...

Nossa! Eu adorei esse texto!

"Me soltem, me deixem!"